PABLO NERUDA – É Proibido

Pablo NerudaÉ proibido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer
Ter medo de suas lembranças.
É proibido não rir dos problemas
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,
Não transformar sonhos em realidade.
É proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.
É proibido deixar os amigos
Não tentar compreender o que viveram juntos
Chamá-los somente quando necessita deles.
É proibido não ser você mesmo diante das pessoas,
Fingir que elas não te importam,
Ser gentil só para que se lembrem de você,
Esquecer aqueles que gostam de você.
É proibido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer seu destino,
Ter medo da vida e de seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,
Esquecer seus olhos, seu sorriso,
só porque seus caminhos se desencontraram,
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.
É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,
Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,
Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade,
Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual.

Pablo Neruda

ORIGINAL

Queda prohibido llorar sin aprender,
levantarte un día sin saber qué hacer,
tener miedo a tus recuerdos…
Queda prohibido no sonreír a los problemas,
no luchar por lo que quieres,
abandonarlo todo por miedo,
no convertir en realidad tus sueños….
Queda prohibido no intentar comprender a las personas,
pensar que sus vidas valen menos que la tuya,
no saber que cada uno tiene su camino y su dicha…
Queda prohibido no crear tu historia,
no tener un momento para la gente que te necesita,
no comprender que lo que la vida te da,
también te lo quita…
Queda prohibido no buscar tu felicidad,
no vivir tu vida con una actitud positiva,
no pensar en que podemos ser mejores,
no sentir que sin ti, este mundo no sería igual…

Hoje celebro os meus lares, omnipresentes. Faria 97 anos o meu saudoso pai, um homem que sabia rir dos seus problemas e deixar de bom humor os que com ele se cruzavam. Durante anos, na Rádio Clube de Moçâmedes, encarnando um personagem fictício (Chico de Olhão), que acabou por lhe aderir à pele, foi fazendo rir dos problemas da cidade, que acabavam por se resolver, rendidos à crítica construtiva. Pablo Neruda sintetizou, da melhor forma, a visão do mundo que o meu pai transmitiu aos filhos. Saudades.

Lisboa, 26 de Dezembro de 2015

José Júlio Neves Filipe da Silva, em memória de José Júlio Filipe da Silva
https://www.facebook.com/jjfilipedasilva

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Poesia. ligação permanente.

3 respostas a PABLO NERUDA – É Proibido

  1. Belíssimo! As palavras se tornam nobres diante de um propósito.

  2. Lúdima Siqueira diz:

    Olá
    Segundo a Fundação Pablo Neruda este poema não é de autoria deste.
    Segundo alguns sites , o autor é Alfredo Cuervo Barrero.

  3. Bernadete diz:

    Maravilhoso seus poemas, ouça, com delicadeza suas palavras. Como uma colcha de retalhos a preencher minha vida.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s